sábado, 27 de junho de 2015

Educação avaliará resultados de estudantes brasileiros em provas internacionais

Os resultados dos estudantes brasileiros em duas provas, o Prova Brasil 2013 e o Pisa 2012, serão avaliados em audiência pública da Comissão de Educação na próxima quinta-feira (2).
O Pisa é o Programa Internacional de Avaliação de Alunos, organizado pela OCDE, Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. E o Prova Brasil é uma avaliação desenvolvida pelo Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, para avaliar nos alunos a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro.
Ranking
O objetivo do debate é verificar quais providências devem ser tomadas para elevar o resultado obtido nesses instrumentos de avaliação. Apesar de ter evoluído no ranking do Pisa, o Brasil caiu quatro posições em relação à pesquisa anterior e ficou em 58º lugar entre 65 países.
A avaliação é aplicada a cada três anos em jovens de 15 anos de idade e mede o desempenho em leitura, matemática e ciências. Na última avaliação, dentro da América Latina, o Brasil ficou abaixo do Chile, México, Uruguai e da Costa Rica, mas melhor do que Colômbia e Peru.
Reforma na educação
Segundo o deputado Rogério Marinho (PSDB-RS), que pediu a audiência pública, o quadro é mais grave porque o Brasil ficou nos últimos lugares dos testes do Pisa, que cobram o que é exigido no ensino fundamental.
"A partir dessa constatação, que não é nova, esse diagnóstico é recorrente, há necessidade de implementarmos uma reforma na educação brasileira porque o que existe é uma grande propaganda de que o Brasil vai bem na área educacional, quando na verdade estamos formando gerações e gerações de jovens e de cidadãos que viverão à margem da sociedade por não estarem escolarizados de maneira adequada, e por via de consequência, gera evasão, abandono e repetência recorrente na sala de aula", destacou.
Rogério Marinho é relator de uma subcomissão que trata da eficiência dos indicadores de qualidade na educação.
Convidados
- o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro;
- o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios da Cunha e Melo;
- o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Eduardo Deschamps;
- o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Aléssio Costa Lima;
- o presidente do Conselho de Administração do Instituto Alfa e Beto, João Batista Araújo e Oliveira; e
- o assessor especial da presidência do Grupo Positivo Claudio De Moura Castro.

A audiência ocorrerá no plenário 10, a partir das 9h30.
Reportagem – Luiz Cláudio Canuto
Edição – Newton Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário