sexta-feira, 26 de junho de 2015


Conedru vai fortalecer a participação social nos Fóruns Regionais



Conselho criou grupo de trabalho para discutir ampliação da sua participação na elaboração dos Planos Territoriais de Desenvolvimento Integrado
Divulgação
Durante o encontro foram apresentados aos conselheiros alguns instrumentos de participação instalados pelo governador
Durante o encontro foram apresentados aos conselheiros alguns instrumentos de participação instalados pelo governador
O novo modelo de gestão do Governo de Minas Gerais, que coloca a participação popular como pauta prioritária para a construção de políticas públicas, foi amplamente discutido durante a 2ª reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Conedru), nesta quinta-feira (25/6), na Cidade Administrativa.
Durante o encontro foram apresentados aos conselheiros alguns instrumentos de participação instalados pelo governador Fernando Pimentel. O presidente da Cohab/MG, Claudius Vinícius, traçou um histórico sobre a Mesa de Diálogo e Negociação, criada para equacionar os conflitos das ocupações no Estado, e o secretário-adjunto da Seplag, Wieland Silberschneider, fez uma explanação sobre os Fóruns Regionais de Governo.
secretário de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana, Tadeu Martins Leite, que preside o Conedru, traçou um panorama das mudanças inauguradas pelo Governo de Minas e assegurou aos conselheiros que, a partir de agora, as deliberações do Conselho não serão mais “engavetadas’.“As propostas discutidas aqui serão priorizadas, incorporadas e vão legitimar as políticas públicas implementadas pela Sedru, sobretudo nas áreas de saneamento, habitação e desenvolvimento regional”, afirmou Tadeu Leite.
O primeiro passo neste sentido foi dado com a constituição de um Grupo de Trabalho para institucionalizar a participação do Conedru, cuja missão é a de propor as diretrizes para a formulação de uma política participativa de desenvolvimento urbano e regional no Estado, nos Fóruns Regionais de Governo.
“O grande propósito dos fóruns é suprir uma demanda reprimida de participação e construir, a partir de um olhar territorial, uma política de desenvolvimento regional, que atenda a estas demandas, o Conedru, pode ser um grande parceiro nesta ação”, defendeu o secretário.
O representante do Sindicato das Empresas de Transporte do Estado de Minas Gerais, Esterlino Campos Medrado, sugeriu que seja incorporado ao diagnóstico territorial dos fóruns as proposições dos municípios na área de saneamento básico, habitação, mobilidade e planejamento urbano, que já foram priorizadas, na 5ª Conferência das Cidades e consolidadas em um Caderno de Propostas dos Municípios.
Para o secretário-adjunto Wieland, a contribuição do Conedru será valiosa, uma vez que “é preciso partir do que já existe, convergir e compatibilizar os planos já construídos com novas ações”.  O Conedru vai construir uma proposta de alinhamento das demandas dos municípios, dos segmentos da sociedade civil e dos territórios na elaboração dos Planos Territoriais de Desenvolvimento Integrado e apresentar à coordenação dos Fóruns Regionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário